Anamaco prevê alta de 6% nas vendas de material em 2015

7 de janeiro de 2015   |   
Materiais de Construção, Notícias

As vendas de materiais de construção no varejo devem se recuperar em 2015 e atingir um crescimento real de 6,0%, de acordo com projeção divulgada nesta sexta-feira, 2, pela Associação Nacional dos Comerciantes de Material de Construção (Anamaco). Em 2014, as vendas cresceram 2,8%, totalizando R$ 60 bilhões, um montante recorde para o setor. Entretanto, o desempenho ficou abaixo do crescimento de 7,2% projetado pela Anamaco no início do ano.

O resultado menor do que o previsto está relacionado aos feriados devido à Copa do Mundo, além do ambiente de baixo crescimento da economia brasileira, agravado pelas incertezas do período eleitoral. A situação diminuiu a confiança de consumidores e afetou a intenção de investimentos por parte dos empresários.

“A nossa previsão inicial, que era de 7,2% de aumento de vendas em 2014, não se concretizou porque tivemos uma série de obstáculos ao longo do ano”, afirmou em nota Cláudio Conz, presidente da Anamaco. “Estamos fechando o ano com um desempenho que não foi o ideal, mas ainda assim batemos recorde de faturamento”, avaliou.

Para este ano, Conz espera uma situação mais favorável. Ele acredita que a nova equipe econômica do governo federal fará os ajustes necessários e de forma suave para que a economia volte a crescer, sem que ocorra perda significativa de emprego e renda da população.

O presidente da Anamaco acrescentou que também vê interesse dos bancos privados em recuperar sua fatia no mercado de financiamentos ao consumidor de material de construção, ocupada pelos bancos públicos. Conz lembrou também que o crédito para compra e aquisição de imóveis tem crescido, o que sinaliza o potencial de que ocorram reformas e novas obras nos próximos meses.

No último mês de 2014, as vendas tiveram desempenho 2,0% superior a novembro, mesmo porcentual registrado na comparação com dezembro de 2013.

Fonte: Folha Vitória

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *