O Índice Nacional da Construção Civil (Sinapi), calculado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em parceria com a Caixa, apresentou queda de 6,15% em julho, ficando 13,95 pontos percentuais abaixo da taxa registrada em junho, de 7,8%. O resultado do mês, segundo o IBGE, reflete a desoneração da folha de pagamento do setor. Em julho, foi sancionada a lei de desoneração que retirou do cálculo de encargos sociais das empresas 20% de contribuição previdenciária.

A variação acumulada está negativa em 2,30%, considerando o primeiro semestre do ano, enquanto em igual período de 2012 havia ficado em 3,56%. O resultado dos últimos doze meses passou para -0,30%, ante 6,54% registrados nos doze meses imediatamente anteriores. Em julho de 2012, o índice foi de 0,29%.

O custo nacional da construção por metro quadrado caiu para R$ 835,95, sendo R$ 461,43 relativos a material e R$ 374,52, a mão de obra. Em junho, o custo era de R$ 890,76. A parcela de materiais do índice teve alta de 0,12%, uma variação de 0,02% ante junho. Já a mão de obra teve queda de 14,68%, registrando 12,69 pontos percentuais abaixo do índice de junho.

A Região Sudeste teve a maior queda, de 6,81%, referente à desoneração da folha de pagamento. Os demais resultados são os seguintes: -5,98% (Norte), -5,84% (Nordeste), -6,32% (Sul) e -4,23% (Centro-Oeste). A Região Centro-Oeste ficou também com a maior variação nos últimos doze meses (1,67%). Entre os estados, a menor queda ocorreu em Goiás, com taxa mensal de -1,07%. O baixo índice se deve à pressão exercida pelo reajuste salarial decorrente de acordo coletivo.

Fonte: Estadão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *