Venda de material de construção cresce 4,4% em 2013, diz associação

7 de janeiro de 2014   |   
Materiais de Construção, Notícias

As vendas de material de construção no país cresceram 4,4% em 2013, na comparação com o ano anterior, e registrou um faturamento de R$ 57,42 bilhões, segundo pesquisa da Associação Nacional dos Comerciantes de Material de Construção (Anamaco) divulgada nesta segunda-feira (6).

As vendas no mês de dezembro ficaram próximas aos resultados de novembro, de acordo com o estudo, sem variação. Já na comparação de dezembro de 2013 com o mesmo mês do ano anterior, houve aumento de 1,5%. A pesquisa Tracking Mensal foi realizada com 530 revendedores das cinco regiões do Brasil.

Entre os segmentos de produtos analisados, as caixas d’água e telhas de fibrocimento, iluminação e louças sanitárias registraram aumento de 3% nas vendas – o restante mostrou estabilidade.

No levantamento por regiões, os destaques foram para o Nordeste e o Norte, onde 58% e 55% das lojas registraram crescimento no mês, seguidos pelo Sudeste (43%), Sul (42%) e Centro-Oeste (31%).

“Tivemos uma retração de 2% no número de lojas que melhoraram o seu desempenho com relação a novembro, mas todos os segmentos pesquisados apresentaram resultados muito próximos dos obtidos no mês de novembro, exceto tintas, que teve um incremento de 10% no número de lojas com aumento nas vendas”, diz o presidente da Anamaco, Cláudio Conz, em nota.

Perspectivas
Para 2014, as perspectivas são positivas, em função “do atual momento” vivido pelo país e por uma grande quantidade de obras relativas à Copa do Mundo.

“Devemos ter um desempenho 6% superior no primeiro semestre do ano e 8% superior no segundo. Nos dias de jogo do Brasil, antes e depois da partida, o movimento nas lojas é tradicionalmente melhor que os dias normais. As pessoas aproveitam este ‘quase feriado’para ir às compras. Já as eleições sempre trazem algumas incertezas sobre os preços no futuro e, justamente por isso, muita gente acaba antecipando as compras. Se tudo sair como estamos prevendo, devemos encerrar o ano com mais um recorde histórico de 7,2% de crescimento sobre 2013”, diz a associação.

Fonte: Portal G1

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *